Núcleo de Pesquisa e Estudos Hospital Arquitetura
Tel.: 11 5584-5277
nupeha@hospitalarquitetura.com.br
© 2020 by cabewebdesign | Publicando
Ícones por: "Research" de monkik; "Smart City" de SBTS2018, "Business" by Freepik, mais em Noun Project and Flaticon.
Buscar
  • Nupeha

Bloqueio de corona pode salvar mais vidas com a redução da poluição do que com isolamento

Texto original de Por Jeff MacMahon - 11/03/2020

Tradução por Marcos Cardone. Área de Estudo 7 - Ambientes Saudáveis


Uma rua vazia em Pequim, fevereiro de 2020. O esforço da China para conter os mortais o coronavírus, fechou fábricas e manteve milhões de trabalhadores e consumidores em casa - e isso reduziu a poluição mortal do ar. (Foto de GREG BAKER / AFP via Getty Images) AFP VIA GETTY IMAGES.



O bloqueio global inspirado no novo coronavírus, COVID-19, fechou as fábricas e reduziu as viagens, reduzindo a poluição letal, incluindo os gases de efeito estufa que estão aquecendo o clima.


O bloqueio pode salvar mais vidas com a redução da poluição do que com o isolamento do próprio vírus, disse François Gemenne, diretor do The Hugo Observatory – Liège Université, um centro de pesquisa comprometido com o estudo das interações entre mudanças ambientais, migração humana e política.


"Estranhamente, penso que o número de mortes por coronavírus apresenta um dano menor, se você considerar as mortes por poluição atmosférica", disse Gemenne, citando, por exemplo, as 48.000 pessoas que morrem anualmente na França por causa de poluição atmosférica e mais de um milhão na China.


Os cientistas estimam o número de mortos nos EUA devido à poluição do ar em mais de 100.000 por ano, e a Organização Mundial de Saúde estima o número global em 7 milhões.


O número global de mortes de uma pandemia não contida, permanece em grande parte uma questão de conjectura. As projeções mais dramáticas de uma pandemia sem controle, lançadas demasiadamente apressadas para serem revisadas por pares, colocam o número total de mortos na casa de milhões em escala global não anual.


As estimativas mais confiáveis ​​são muito menores. Alguns especialistas comparam isso ao surto de gripe de 1957 que matou pouco mais de 1 milhão. O número de um surto contido seria obviamente muito menor.


Reduções na poluição do ar e no aquecimento global podem salvar mais vidas.


"Muito provavelmente o número de vidas poupadas por causa dessas medidas de confinamento é maior do que o número de vidas perdidas por causa da pandemia", disse Gemenne em The Debate, da TV France 24.


Leia a atualização, com novos números - 20 vezes mais vidas salvas da poluição do que as mortas pelo vírus: O bloqueio de coronavírus salvou 77.000 vidas na China apenas ao reduzir a poluição.


“Estes são tempos fascinantes. O que mais me surpreende é que as medidas que estamos prontos a tomar para enfrentar esse coronavírus são muito mais severas do que as medidas que estaríamos prontos para enfrentar as mudanças climáticas ou a poluição atmosférica”, afirmou Gemenne.
“Acho que isso deve nos questionar: por que temos mais medo do coronavírus do que das mudanças climáticas, a poluição atmosférica ou outros tipos de ameaças. O que há de tão especial no coronavírus que estamos prontos para bloquear o mundo inteiro por causa disso?”

Jeff MacMahon - 11/03/2020 – jornalista colaborador Sênior Forbes - Green Tech. De Chicago, escreve sobre mudanças climáticas, tecnologia verde e energia.





8 visualizações